Home > Sobre a Biblioteca

Sobre a Biblioteca

A Biblioteca do Comum, organizada por Intersaber e BaixaCultura, é uma biblioteca digital temática e de livre acesso dedicada à divulgação de obras intelectuais, autores e assuntos transdisciplinares, voltados à educação científica cidadã e ao fomento da imaginação social para o enfrentamento e superação das crises de nosso tempo.

Defendemos o livre acesso ao conhecimento enquanto produto da coletividade que a ela retorna em benefício comum. Os conhecimentos são bens comuns que possuem a particularidade de serem abundantes, pois nunca se esgotam pelo uso, mas ao contrário se multiplicam entre os usuários. Entretanto, podem se degradar e ruir pelo não uso quando deixam de ser divulgados e estimulados.

A biblioteca dispõe de materiais de texto, imagens, áudios e vídeos, nas categorias: Cartilhas/Guias/Manuais, Manifestos, HQ, Livros, Mapas, Revistas, Relatórios, Teses & Dissertações, Vídeos.

Os materiais são aqui disponibilizados com o objetivo de oferecer conteúdo para uso parcial em pesquisas e estudos acadêmicos e outras formas de usufruto pessoal, sendo vedado qualquer tipo de comercialização. Para tanto, a biblioteca utiliza a licença Peer Production License, um tipo de licença Copyfair em que apenas comunitários, cooperativas e organizações sem-fins lucrativos podem compartilhar e reutilizar.

 

Proposta de divulgação científica cidadã

Em cada assunto, a Biblioteca do Comum oferece trabalhos provenientes de distintos contextos nacionais e culturais e de diferentes grupos de pesquisa de uma mesma localidade, ou seja, múltiplas abordagens e enfoques sobre o mesmo assunto considerando suas diversas realidades experimentadas em contextos específicos.

Queremos destacar que saberes e conhecimentos não são homogêneos e tampouco neutros e sublinhar as reciprocidades entre as preocupações teóricas e práticas dos cientistas e agentes sociais e suas condições de existência social.

Diferentes interpretações da realidade e dos fenômenos podem provir de uma multiplicidade de formas e nutrir-se de diferentes fontes.

Há o conhecimento da ciência, da arte e da religião, todas elas subdivididas em muitos tipos como são as disciplinas científicas, as linguagens e movimento artísticos, e as crenças religiosas, cada uma com perspectivas e enfoques próprios. Além disso, se considerarmos que os saberes e conhecimentos partem da experiência, enquanto reconstrução mental dos estímulos que recebemos do mundo exterior, então reconhecemos que também são estruturados pelas condições locais, culturais, tecnológicas, de classe, de gênero, de época e mesmo subjetivas de indivíduos únicos que tem uma experiência única no mundo. Tudo isso forma uma pluralidade de camadas de saberes e conhecimentos que podem ser complementares ou antagônicas, que se ajustam reciprocamente, entram em conflitos e disputam hegemonia. Um tal entendimento deve servir para manter um pensamento crítico e ao mesmo tempo uma consciência ampliada da realidade.

Por meio da Biblioteca do Comum, alguém que tenha interesse ou esteja pesquisando sobre agricultura urbana ou tecnologias sociais, por exemplo, pode encontrar o que se produz em diferentes países e por diferentes grupos de pesquisa e entrar em contato com várias abordagens e tendências.